Sobre a COP e os direitos humanos

Tenho estado longe aqui do blog nessa época de COP 27 porque estou escrevendo para o site #Colabora.

Vou indicar aqui os dois textos que já estão publicados:

e

Mas hoje preciso escrever sobre o discurso do presidente eleito Lula da Silva na COP27. Não consigo deixar de compartilhar aqui com os meus leitores uma fala histórica.  Desde 2003, quando comecei a estudar o tema do desenvolvimento sustentável eu acompanho essas conferências, fóruns e encontros que têm o clima como foco. Algumas delas conseguiram acordos, quase todos cumpridos apenas em parte ou descumpridos totalmente.

O Egito foi o palco da volta do Brasil à cena internacional. Trazendo  para o debate o cerne da questão climática. Não se trata apenas de salvar as árvores para que elas possam fazer seu benfazejo trabalho de sequestrar o carbono que nos faz tão mal. Não se trata apenas de salvar as vidas de animais que precisam ter seu habitat salvo.

Trata-se de tudo isso, mais além: é de vidas humanas que se está falando. É de desigualdade social, é de fome, de miséria e de uma tremenda vulnerabilidade à qual estão submetidos milhões de seres humanos.

Lula mencionou os países insulares. São 43 pequenas nações no Pacífico, muitas que são apenas uma grande faixa de terra, e que por causa da elevação do nível do mar vão desaparecer. Isto não é pouco.

Segundo o relatório norte-americano Climate Science Special Report, desde 1993 o mar já se elevou sete centímetros. Desde 1900 são 18 a 20 centímetros. Pode parecer pouco, mas sobretudo quando há ressaca, este pouco torna-se muito.

Lula fez o link necessário: entre os eventos climáticos e a pobreza. Entre o paradoxal gasto de trilhões de dólares com a guerra enquanto há 900 milhões de pessoas em todo o mundo que não têm o que comer.

Falou sobre paz e mencionou bem estar. Não se esqueceu de valores civilizatórios e de respeito aos direitos humanos. E disse que estará a postos, como líder que hoje é ouvido e aclamado pelo mundo, para cobrar os compromissos assumidos.

Por causa do discurso de Lula, portanto,  a COP27 não será uma retórica inútil, como denuncia a jornalista e ativista ambiental canadense Naomi Klein.

Por falar em Naomi Klein, outro assunto importante da COP, que abre a primeira matéria que escrevi para o Colabora, é a greve de fome do preso político Abd El-Fattah, cidadão britânico-egipcio. O fato põe às claras questões sérias de violações de direitos humano no Egito. A tal ponto que Naomi Klein, ativista ambiental, decidiu fechar seu twitter para qualquer assunto que chegue por parte das lideranças que estão nos debates da COP. Ela só noticia a manifestação de Abd El-Fattah e dá conta da existência de cerca de 700 presos políticos no país.

Não vivemos tempos fáceis.  

Sobre ameliagonzalez848

Produtora de conteúdo. Jornalista especializada em sustentabilidade. Ajudou a criar e editou durante nove anos o caderno Razão Social, suplemento do jornal O Globo, sobre sustentabilidade, que foi extinto em julho de 2012. Assinou a coluna Razão Social do caderno Amanhá, de O Globo. Autora do livro `Porque sim`, sobre casos de sucesso da ONG Junior Achievement. Ganhou o premio Orilaxé, da ONG Afro Reggae. Esteve entre as finalistas como blogueira de sustentabilidade no premio Greenbest com o blog Razão Social, que foi parte do site do jornal O Globo de 2007 a 2012. Foi colunista do site G1 de 2013 a 2020, assinando o blog Nova Ética Social. Estuda os filósofos da diferença, como Fredrick Nietzsche, Gilles Deleuze, Spinoza, Henri Bergson em grupos de estudo no Instituto Anthropos de Psicomotricidade. Crê na multiplicidade, na imanência, na potência do corpo humano e busca, sempre, a saúde. Tem um filho, um cachorro.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s